“The Knowledge Retreat”: inscreva-se e receba dicas e conselhos práticos para aprimorar os seus trabalhos acadêmico-científicos

Saiba mais sobre “The Knowledge Retreat” e faça a sua subscrição em: https://knowledgeretreat.taylorandfrancis.com/join-us/

No universo da pesquisa científica, você sabe o que é “revisão por pares”? Não? A Taylor & Francis esclarece-te

Clique aqui, acesse e saiba tudo e mais um pouco sobre esse processo e a sua importância no âmbito da ciência!

“How-to guides” Emerald: acesse e obtenha suporte para o desenvolvimento das suas atividades acadêmicas

Conheça os guias aqui!

Trial da plataforma SAGE Research Methods está disponível para a Unesp

O acesso à plataforma, que fornece apoio para o desenvolvimento de pesquisas científicas por meio de diversos recursos e conteúdos que abordam a metodologia da pesquisa acadêmica em suas diversas e distintas etapas, pode ser feito a partir do endereço: https://methods.sagepub.com/, conectando-se à rede VPN Unesp.

Unesp disponibiliza acesso ao ACS Guide to Scholarly Communication

A plataforma, que se configura como um guia interativo e dinâmico voltado a instrucionar acerca da Comunicação Científica, está disponível para toda a comunidade universitária, devendo seu acesso ser realizado via login institucional ou VPN Unesp.

Acesso Aberto e Unesp: saiba mais

Merton e o ethos da Ciência

No decorrer do século XX, os meios de comunicação da ciência foram sendo apropriados por grupos com interesses comerciais/financeiros.

Em finais do século, a comunidade científica já não detinha mais o controle da sua produção.

O preço das publicações científicas aumenta de forma significativa no final do século XX, culminando na “crise dos periódicos” na década de 1980.

Cenário:

  • tem que se pagar para se ter acesso à informação científica
  • controle e restrição do acesso à informação científica
  • licenças/políticas de direitos autorais restritivas / ©
    • impacto social decorrente:
      • “jogo de capitais/interesses”
      • desequilíbrio no acesso à informação científica
      • contra o ethos da Ciência
      • cadeia que não valoriza os atores centrais
      • métricas restritivas
      • entrave para o desenvolvimento social

O periódico científico, como conhecemos hoje (e que se iniciou e perdurou em papel com força até o século XX), foi-se configurando no decorrer dos séculos XVIII e XIX. A ciência hoje já não se comporta da forma que se comportava há dez, 30, 50 ou 100 anos atrás. Surgimento da internet incita novas formas de compartilhamento da informação. Hoje, no contexto Big Data, diversas outras formas para comunicar a ciência estão em pauta, que não apenas as revistas científicas “tradicionais”.

Acesso Aberto

Benefícios do Acesso Aberto

Impacto Científico do Acesso Aberto

– Acesso aberto X Plágio: O AA maximiza a possibilidade de se evitar e detectar o plágio, uma vez que os recursos online em AA estão disponibilizados de forma on-line, gratuita e massiva, estando assim os conteúdos vinculados a esses recursos sujeitos ao acesso e à análise de qualquer pessoa que tenha possibilidades de navegar na internet

Cenário mais sustentável, em contraposição ao anterior:

  • não se tem que pagar para se ter acesso à informação científica
  • livre circulação/compartilhamento irrestrito da informação científica
  • licenças/políticas de direitos autorais mais flexíveis / CC
    • impacto social decorrente:
      • oposição ao “jogo de capitais/interesses”
      • maior equidade no acesso à informação científica
      • no sentido do ethos da Ciência
      • maior valor aos atores centrais
      • métricas alternativas (Altmetria)
      • em favor do desenvolvimento social (Ciência cidadã)

BOAI (2002):

Ciência Aberta

Dados abertos

* Estudos identificaram que muitos trabalhos de algumas áreas não são reprodutíveis a partir dos dados que trazem

Iniciativas/recomendações/políticas oficiais

2021:

  • UNESCO Recommendation on Open Science
  • Plano S (Europa – agências de financiamento): em linhas gerais, toda pesquisa financiada com recursos públicos terá que ter os seus resultados publicados em periódicos ou plataformas disponibilizadas online e de forma gratuita.
  • Acesso Aberto x pandemia; quebra de patentes

– “Brasil é o país com mais publicação científica em acesso aberto

– “FAPESP lança política para acesso aberto” / Portaria CTA n. 37, de 27/11/2021

Unesp:

Portal Acesso Aberto da Unesp

– “Unesp institui a sua política de Acesso Aberto

Repositório Institucional Unesp

Portal Docentes Unesp

Em suma: várias barreiras: “publish or perish”; exigência de publicar em periódicos internacionais de impacto que não de Acesso Aberto; avaliações do pesquisador/docente; incompatibilidade com políticas das próprias agências; limitantes da Via Dourada: altas taxas para publicar em AA

Porém: ethos da Ciência, compromisso social e com a instituição. Via Verde é uma alternativa

Propetip 20 – A publicação científica como dever ético do pesquisador na universidade pública

Materiais de apoio

Post Pós-Graduação EE – 1º semestre/21: recursos de informação para a pesquisa científica

Tópicos abordados:

  1. Busca de informações via internet
  2. Fontes de informação
  3. Avaliação crítica da fonte, do documento, da informação
  4. Ética e Moral
  5. Normas e normalização da informação
50ecc2b2584fbd824fa16cf5a7e6c1ed-1
Literacia da Informação”: aprendizagem autônoma ao longo da vida / UAb / CC BY 4.0

[…] Um conjunto de competências que habilita os cidadãos a acessar, recuperar, entender, avaliar e usar, criar, compartilhar informações e conteúdos de mídia em todos os formatos, utilizando diversas ferramentas, de maneira crítica, ética e eficaz, para participar e se envolver em atividades pessoais, profissionais e sociais. […] (UNESCO, 2013, tradução nossa).

 

1 – Busca de informações via internet

Normalmente, necessidade de informação para embasar/fundamentar/desenvolver uma (as) ideias; daí surge a busca.

Para isso é preciso criatividade; postura ativa; “ir atrás” de fontes, informações, pessoas.

Mas, antes, é interessante saber o que se quer. Que tipo de informação se precisa. Particularmente, quase sempre se requer informação científica; mas qual?

  • Informação para embasamento de ideias?
  • Informação para situar um panorama geral/informações mais abrangentes?
  • Informação rápida, pontual, acerca de um fato/assunto específico?
  • Informações detalhadas sobre um tópico específico?
  • Informações para ilustração de uma informação?

A depender do contexto, do escopo, do objetivo do projeto, um (uns) tipo (os) de documento podem ser mais interessantes.

  • Monografias (teses, dissertações, livros, e-livros, principalmente)
  • Artigos de periódicos
  • Trabalhos apresentados em eventos
  • Documentos iconográficos (fotografia, ilustração, sobretudo)

Definições dadas pela ABNT/ISO, p. 10

  • Informação para embasamento de ideias
    • Monografias/Artigos de periódicos/Trabalhos apresentados em eventos
  • Informação para situar um panorama geral/informações mais abrangentes?
    • Monografias
  • Informação rápida, pontual, acerca de um fato/assunto específico?
    • Artigos de periódicos/Trabalhos apresentados em eventos
  • Informações detalhadas sobre um tópico específico?
    • Monografias
  • Informações para ilustração de uma informação?
    • Documentos iconográficos

Em meio à internet:

  • Como eu vou fazer essa busca?
  • Como delimitar a questão em termos conceituais?
  • Como expressar esses conceitos em forma(as) de expressões?
  • Via qual recurso vou buscar?
  • Quais recursos, dentro do recurso, devo utilizar?
  • Que tipos de documentos pretendo utilizar?

VOCÊ poderá e deverá definir. Por meio da postura ativa, criativa, solucionando questões, experimentando, experienciando, autonomamente, aprendendo a aprender.

 

2 – Fontes de informação

Além de informações postas em distintos tipos de páginas/recursos, possibilita o encontro de *fontes que dão acesso a informações não indexadas por motores de busca

* Fontes Acesso Aberto (acesso irrestrito; compartilhamento; livre circulação/cocriação de conhecimento) e fontes de acesso restrito

– Artigos/monografias/trabalhos apresentados em evento:

– Artigos/trabalhos apresentados em evento:

– Monografias, principalmente (teses e dissertações):

– Documentos iconográficos: Sessão 4

alternativamente:

Conteúdos de acesso restrito, acesso Unesp institucional/via VPN; alternativamente, o Portal Capes, na versão com seus conteúdos e recursos na íntegra, pode ser acessado via Comunidade Acadêmica Federada – CAFe.

– Aplicativo/dispositivos móveis: Portal Capes

Busca nos recursos semelhante à busca em motores; cada recurso, no entanto, apresenta especificidades no que toca ao manejo/busca, há que “fuçar”, ir à descoberta, ver as instruções específicas. Autonomia: há “macetes”, técnica, mas o mais importante é a atitude, processo criativo, solução de problemas em frente da busca e acesso às informações/documentos/fontes, observando os diversos recursos oferecidos pelos motores de busca. É preciso “ser você”, ser independente, colocar o seu “traço pessoal”.

* Dica: utilização de palavras com “alta carga semântica”; não “palavras vazias” = resultados mais precisos / relevantes; ilustração:

Ilustração 1

Ilustração 2

 

3 – Avaliação crítica da fonte, do documento, da informação encontrada via Google, sobretudo

Há que ser verificada a credibilidade/confiabilidade de alguma forma.

  • Informação está vinculada a alguma instituição?
    • qual a credibilidade da instituição?
  • Apresenta autoria?
    • qual a expertise desse autor?
  • Apresenta data de elaboração ou publicação?
    • a data é interessante para o tipo de proposta de trabalho?
  • Encontra-se vinculada a alguma plataforma institucional/editora/publicação científica?
    • qual a credibilidade desses mantenedores/da plataforma?
  • Qual o propósito comunicacional dessa fonte/informação?
    • mesmo páginas institucionais podem estar enviezadas de diferentes formas que não propriamente a científica: manipulação de dados; análise de contextos
  • Como é o estilo da escrita e a estruturação da forma do trabalho?
    • apresenta muitos adjetivos, termos coloquiais, equivocações ortográficas? pode não ter a qualidade total científica
    • incoerências de conteúdo ou de argumentação?: pode configurar plágio, por exemplo, ter sido feito “às pressas”, perdendo também qualidade
  • Faz referência a outros documentos publicados?
    • a que documentos faz referência?

4 – Ética e Moral

 
Creative Commons vão no sentido do Acesso Aberto
 

Autonomia: há “macetes”, técnica, mas o mais importante é a atitude, processo criativo, solução de problemas em frente da busca e acesso às informações/documentos/fontes, observando a questão ética/moral.

  • é legal/ilegal fazer isso?
  • é justo?
  • deveres e responsabilidades, cidadão x profissional/estudante

As fontes são milhares, deve-se buscá-las, ser ativo, mas sempre observando a questão moral que se coloca em meio a esse contexto.

  • Google e o filtro por licenças

Busca por documentos iconográficos:

5 – Normas e normalização da informação

Normalizar para quê?

  • A comunicação requer normas; a comunicação científica requer as suas para que o conteúdo possa ser o mais efetivamente possível comunicado, apresentado
  • Explicitar as fontes utilizadas para elaboração/embasamento das ideias
  • Possibilitar acesso às informações usadas
  • Evitar a simples reprodução de ideias/conteúdos (não incorrer em plágio)
  • Dar credibilidade e qualidade ao conteúdo e ao próprio trabalho em si

Universidade, para a sua produção acadêmica, utiliza as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT

Plataforma ABNT Coleção

Normalização – Biblioteca Unesp SJBV

cit
Fonte: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR10520: Informação e documentação – Citações em documentos – Apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, c2002.

MORE – Mecanismo Online para Referências

Portaria nº 206, de 4 de setembro de 2018, a qual dispõe sobre obrigatoriedade de citação da CAPES

Autoarquivamento de teses e dissertações

 

E-capacitações

Webtreinamentos Portal Capes

  • Portal Capes (uso geral)
  • Bases de dados específicas
  • Gerenciadores de referências
  • Webtreinamentos “especiais” sobre assuntos específicos relacionados à pesquisa bibliográfica

Calendário anual 

 

Minicurso de normas ABNT: citações, referências e trabalhos acadêmicos, por Biblioteca Unesp Rio Claro

 

Materiais de apoio

  • ‘Research & Library Skills’

Guias temáticos (desenvolvidos pelo SDI – FEUP)

DMPTool (recurso para a elaboração de plano de gestão de dados de pesquisa)

  • ‘Critical Literacy’

  • Information Ethics

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA “JÚLIO DE MESQUITA FILHO”. Coordenadoria Geral de Bibliotecas. Grupo de Estudos de Normas Técnicas Documentais. Manual de normalização de trabalhos acadêmicos: citação e referência: ABNT. Botucatu: [s. n.], 2020. (Manuais Técnicos). Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1auB4wt9daF8l25Q5A57rkVQG_3o94VBi/view?usp=sharing. Acesso em: 24 mar. 2021.

 

Questões/dúvidas:

“COVID-19 evidencia a necessidade de avanços na gestão de dados científicos, avaliam especialistas”

Saiba tudo lendo a íntegra da matéria da Agência Fapesp, por Elton Alisson.

%d blogueiros gostam disto: